Revisão na moto: veja 10 itens que devem ser verificados

Revisão na moto: veja 10 itens que devem ser verificados

Estar com a moto sempre em dia é essencial para quem a usa diariamente. A revisão na moto, de acordo com especialistas, deve ser feita anualmente ou a cada 10 mil quilômetros rodados.

O ideal é que, caso a revisão na moto seja feita para uma viagem específica, ela seja planejada para acontecer com uma semana de antecedência da data da viagem.

Dessa forma, o mecânico poderá verificar cada item sem pressa e você ainda tem a chance de dar algumas voltas para verificar se tudo está realmente em ordem.

Mas você sabe quais itens devem ser verificados na hora da revisão na moto?

Separamos 10 itens essenciais que não podem ficar de fora:

1) Água

Em qualquer paradinha no posto de combustível é comum que o frentista pergunte se é necessário verificar o nível de água da moto.

Muita gente, na hora da pressa, acaba recusando. Porém, é essencial que a água esteja nos níveis indicados pelo fabricante da sua moto.

Por isso este item entra na lista de atenção na hora da revisão na moto.

O indicado é que, além de manter o reservatório sempre completo, o líquido seja totalmente trocado a cada dois meses de uso.

2) Óleo do motor e filtro de óleo

Cada modelo de moto tem seu prazo determinado pelo fabricante, assim como cada marca de óleo.

Na hora da revisão na moto, o ideal é que o óleo só seja completamente substituído quando atingir três mil quilômetros rodados.

Até lá, ele pode ser completado conforme a necessidade.

Muitos motociclistas não sabem, mas o filtro de óleo é essencial para filtrar as impurezas vindas do ar e por isso é essencial para o funcionamento correto do motor.

Se a revisão na moto for feita para uma viagem longa é possível que o óleo tenha de ser trocado novamente na estrada.

Por isso, se certifique de que haverá uma oficina por onde passará.

3) Pneus

Incluir os pneus na revisão na moto já é comum.

Porém, mais pontos devem ser analisados do que de costume: os pneus não devem estar carecas, pois isso é um risco principalmente em dias de chuva.

Verificar também a calibragem, que deve estar de acordo com o manual.

A dica é colocar mais peso e pressão no pneu traseiro para compensar o peso caso vá levar alguém na garupa.

4) Freios

O sistema de freios é parte essencial da revisão na moto.

Deve ser verificado se os freios estão regulados e lubrificados. No caso dos hidráulicos, o nível do fluido também deve ser visto.

As pastilhas devem ser substituídas caso tiverem dois milímetros de espessura ou menos.

5) Sistema de luzes

Esse sistema compreende não só as luzes da lanterna e do farol, mas também a do freio e a do painel.

Pilotar com problemas em qualquer um desses itens é considerado infração média sujeita à multa, além de colocar a sua segurança e a dos outros a sua volta em risco.

Por isso, é de extrema importância que a revisão na moto passe por um eletricista especialista em motocicletas.

6) Parte elétrica

Falando nisso, a parte elétrica também entra na revisão da moto.

Principalmente os modelos mais novos devem ter este item verificado, com atenção para a injeção eletrônica.

7) Carburador

O principal indicador de que o carburador pode estar sujo é a moto afogar demais ou ter problemas na hora de dar partida.

A limpeza deve ser feita a cada seis mil quilômetros rodados.

Caso o veículo seja usado diariamente, o prazo pode ser estendido até nove mil quilômetros, coincidindo com a revisão na moto.

8) Kit de relação

O kit de relação compreende corrente, coroa e pinhão e é responsável por transmitir a força do motor da moto para a roda traseira.

Se esse kit falhar, todo o funcionamento do veículo é comprometido. Por isso, vale inclui-lo na lista de itens da hora da revisão na moto.

A principal característica a ser observada é se a corrente não está solta ou folgada.

9) Bateria

Normalmente uma bateria dura dois anos, porém, o mau uso pode fazer com que sua vida útil seja diminuída.

Durante a revisão na moto, verifique se ela precisa ser substituída ou, em alguns casos, recarregada.

Atenção para o inverno: nessa época do ano ela deve ser recarregada com mais frequência, já que o frio faz com que o funcionamento seja alterado.

10) Capacete

Parece óbvio, mas ele também deve ser verificado durante a revisão na moto.

Veja se o capacete fica preso à cabeça com estabilidade e se a viseira está limpa e sem riscos para não afetar a visibilidade.

Isso vale tanto para o capacete do motorista quanto para o do carona.

Item extra: acessórios impermeáveis

Acessórios como uma capa de chuva para motoqueiro, luvas, botas e outros itens impermeáveis não entram exatamente na revisão na moto, mas devem sempre estar em dia.

Verifique se a capa de chuva não necessita de lavagem, se está devidamente dobrada e em condições de uso.

Alguns cuidados são essenciais para prolongar a vida útil da capa de chuva, e você pode ler mais sobre isso no artigo Tudo sobre capa de chuva para motociclista.

Capa de chuva Alba

Se você ainda não possui uma capa de chuva para andar de moto, que tal conhecer os modelos Alba?

Com mais de 40 anos de experiência no mercado, a Alba oferece opções de capas de chuva resistentes, com design elegante e 100% impermeáveis.

Além da tradicional capa de chuva modelo Europa, a Alba também possui capas de chuva femininas, bota impermeável, luvas e coletes retrorefletivos.

Conheça mais nossos produtos, compre e receba em casa através da loja online Alba.

Se não for Alba, vaza!

Posts Relacionados