5 dicas para cuidar do capacete de forma fácil

capacete

Se há um item que o motociclista tem que cuidar como se fosse um filho, além da sua amada moto, é o capacete.

O item de segurança pode salvar a vida do motociclista em caso de acidentes. Mas para que seja eficiente em ocorrências extremas é fundamental que ele esteja em estado perfeito.

Para que ele esteja sempre em ordem o motociclista precisa cuidar do capacete diariamente e ter certeza que está utilizando-o corretamente.

Um capacete danificado perde sua efetividade e não cumprirá a função de proteger a cabeça contra impactos mais fortes e muitas vezes fatais.

Confira 5 dicas para cuidar do capacete de forma fácil, pois com segurança não se brinca.

1 – Limpeza do capacete

Limpar corretamente o capacete é importante para garantir sua vida útil.

Na parte externa ele é feito de material similar aos automotivos, portanto devem ser evitados produtos químicos e abrasivos. Utilize apenas um pano macio e umedecido com água e sabão neutro, simples assim.

Já para a limpeza da parte interna, obedeça às orientações do fabricante, mas geralmente é possível uma limpeza mais detalhada, até para que se evite o acúmulo de bactérias.

Uma dica valiosa é deixar sempre exposto para receber ventilação e promover a secagem também no dia a dia.

2 – Atenção especial com a viseira

O uso da viseira é essencial para evitar que objetos estranhos danifiquem os olhos e ou provoque a secura da visão causada pelo vento.

Ela precisa estar sempre limpa e sem riscos, pois uma viseira com arranhões distorce a visibilidade do motociclista.

Por isso a lavagem, para as que são removíveis, deve ser feita com água e sabão neutro, e nada de esfregar com a parte abrasiva da bucha.

3 – Higiene do motociclista

Já falamos da limpeza do capacete e como proceder, mas é importante ressaltar que para a manutenção diária é preciso que atentar para a higiene da cabeça e pescoço do motociclista.

O suor e a gordura corporal se acumulam e são repassados para o capacete. Com isso pode haver a proliferação de fundos e bactérias nocivas à saúde.

Como capacete é um objeto de uso pessoal, não recomenda-se o empréstimo. Se for dar carona, peça para o garupa levar seu próprio capacete ou tenha um de reserva para emprestar.

4 – Eficácia no uso do capacete

A colocação correta do capacete tem relação direta com sua eficácia em caso de acidentes.

Assim como o cinto de segurança do carro que se utilizado de forma incorreta, frouxo ou não transpassado, não servirá de nada, o capacete precisa ser utilizado corretamente.

Ele deve cobrir todo o rosto e a cinta jugular precisa estar devidamente afivelada e sem folgas.

5 – Capacete certo

Sabe colete salva vida que para cumprir seu papel de fazer a pessoa boiar precisa ser do tamanho certo? Pois a mesma regra vale para o capacete.

Ter cuidado com o capacete é ter cuidado com sua vida. Se for muito frouxo ou muito apertado vai incomodar, prejudica a dirigibilidade do piloto e, obviamente, não cumprirá a proteção necessária.

O capacete ideal deve ficar justo na cabeça, de forma que ao balançá-la ele acompanhe o movimento e não balance sozinho. Use uma fita métrica no meio da testa para ter uma ideia do tamanho certo (geralmente entre 56 a 62).

Se quiser mais dicas como essa, acesse nosso blog.

Posts Relacionados