Andar de moto na chuva: os perigos das curvas - Alba Moto

Andar de moto na chuva: os perigos das curvas

andar de moto na chuva, Andar de moto na chuva: os perigos das curvas, Alba Moto

Começar a chover muito é sempre um balde de água fria na cabeça dos motociclistas — literalmente! Andar de moto na chuva pode ser extremamente perigoso.

Portanto redobre a atenção, pois as possibilidades de um acidente aumentam e a dificuldade de pilotar a moto é completamente diferente.

Em rodovias esse cenário se torna pior ainda. Dentro das cidades os motoqueiros ainda tem a possibilidade de andarem em velocidades mais baixas, extremo oposto das autoestradas.

Todavia, tanto para quem pilota em estradas quanto para quem pilota em cidades, um problema é comum a todos: fazer curvas na chuva.

Existem diversos tipos de curvas e uma série de problemas relacionados a cada uma delas. Principalmente quando o clima está chuvoso.

Mas não tenha medo. Tome os cuidados necessários para dirigir uma moto na chuva e leia abaixo os maiores perigos das curvas em dias chuvosos.

Andar de moto na chuva exige cuidado com… os outros!

Isso mesmo. Por mais que você faça tudo corretamente e pilote da maneira mais prevenida possível, você ainda ficará a mercê de erros de terceiros.

Apenas fazer a sua parte, portanto, não basta. É muito importante que você esteja precavido quanto a possíveis imprudências de outros motoristas.

Ao fazer curvas, por exemplo, tome cuidado com os motoristas das duas direções da pista, caso seja uma via de mão dupla.

Em algumas situações, é possível ser surpreendido por carros ou motos de direções inesperadas que não eram visíveis antes da entrada na curva.

Nas curvas, redobre a atenção, porque nelas existem mais variáveis que podem levar a um acidente. Entretanto, fora delas também é preciso tomar um cuidado extra em dias de chuva.

Curvas fechadas

O primeiro problema das curvas fechadas já foi citado no texto: é impossível visualizar outros veículos em outros pontos da curva.

Isso faz com que um motociclista tenha menos tempo de reação em caso de erro alheio.

É também uma curva mais difícil de ser feita, o que torna manobras corretivas mais complexa e, às vezes, até impossíveis.

Sob essa ótica, a dica é: entre nas curvas fechadas de forma um pouco mais lenta e sempre use as faixas destinadas a veículos de menor velocidade.

Por conta da necessária inclinação da moto para fazer a curva, muita estabilidade pode ser perdida no processo de realização da manobra. Por isso, reduzir a velocidade reduz também as chances de queda e aumenta a estabilidade.

Curvas abertas (ou curvas rápidas)

As curvas abertas podem ser as mais traiçoeiras. Se nas fechadas todos entram com muito cuidado, nas abertas os pilotos costumam ser mais imprudentes.

E “baixar a guarda” por um instante pode ser o suficiente para causar um acidente.

Por mais que o nome “curvas rápidas” indique que elas possam ser feitas em maior velocidade, andar de moto na chuva exige que você tome cuidados maiores do que o normal.

Por isso, não subestime curvas durante dias chuvosos. Nem mesmo as mais abertas.

Como andar de moto na chuva protegido?

A melhor forma de andar de moto na chuva protegido é por meio do uso de equipamentos de segurança adequados. São as luvas, botas, calças e jaquetas que permitem que você se concentre unicamente em pilotar a sua moto com atenção.

E quando se trata de equipamentos impermeáveis, a Alba Moto tem propriedade pra falar. Conheça a nossa linha de acessórios para moto e proteja-se da chuva!