Dirigir moto no trânsito: Veja 7 dicas para uma pilotagem segura

dirigir moto no trânsito. Veja dicas para o dia a dia em grandes cidades.

Andar de moto é mais econômico, divertido e pode ser mais rápido. Entretanto, é importante estar alerta e adotar uma direção defensiva, a fim de prevenir ou minimizar possíveis acidentes. 

Principalmente se o assunto for dirigir moto no trânsito, porque ela ocupa uma posição mais vulnerável e consequentemente apresenta mais riscos ao condutor. 

De acordo com o último balanço do Ministério da Saúde, mais de 11 mil motociclistas morreram em um ano no Brasil. Em São Paulo, a média de acidentes fatais já chega a um por dia. 

Entretanto, algumas práticas simples podem fazer toda a diferença. Pensando nisso, separamos uma lista com 7 dicas para uma pilotagem segura na cidade (e claro, evitar acidentes).

1 – Esteja sempre atento 

A concentração é uma premissa básica – mas importantíssima – para dirigir qualquer veículo. Quando estiver dirigindo a moto, esteja atento ao que acontece ao seu redor (imprevistos acontecem). Para isso, uma dica é treinar a visão periférica. 

2 – Mantenha uma distância segura 

A distância é essencial porque garante a você tempo e espaço extra para identificar um problema e conseguir responder a ele. 

Vamos supor que você está a uma velocidade de 50 km por hora e derrepente o carro na sua frente freia bruscamente. De certo, você vai precisar de um tempo para perceber isso, para então dar o comando para moto parar. Com uma distância segura entre os outros veículos você prevê esse tempo de resposta, tanto do piloto, quando da moto. 

3 – Utilize o freio corretamente 

Nada de frear apenas com a roda traseira ou com a dianteira. 

Nas motos, a roda dianteira ocupa papel de destaque nas frenagens, e por isso, o aconselhável é despender de 70% da força para a roda da frente e 30% para de trás. Assim, você também evita que alguma das rodas trave. 

Se a princípio isso parece muito complicado, dê preferência para motos com freio ABS, porque elas contam com uma tecnologia que distribui essa força por você.

Uma dica, é manter apenas os dedos indicadores e médios no freio, para não apertá-lo com toda força no momento do desespero.

4 – Faça com que as pessoas te vejam 

Seja de dia ou de noite, dê preferência a roupas com cores chamativas ou feitas de material reflexivo. Dessa forma, fica mais fácil identificar a moto assim que o farol do outro carro recair sobre você. Além disso, mantenha sempre os faróis em dia. 

5 – Cuidado com ultrapassagens 

No item acima, já dissemos a importância de ser visto, mas isso recai também sobre esse item. Como a moto é menor, as chances de não serem vistas são maiores, principalmente no ponto cego dos carros. Por isso, é importante se posicionar de maneira visível no trânsito.

Muito cuidado com ultrapassagens! Obedeça as leis de trânsito, sempre olhe no retrovisor e jamais ultrapasse pela direita.

6 – Mantenha a postura

Isso ajuda muito no equilíbrio, além de ser a forma mais segura. Tente se posicionar de maneira natural, mas mantenha os joelhos pressionando o tanque, segure o guidão com firmeza e mantenha o pé no pedal.

Assim, você conseguirá uma estabilidade maior para pilotar a moto.

7 – Use acessórios adequados

Pode parecer primário, mas muita gente não utiliza a proteção adequada. É imprescindível escolher um capacete do tamanho correto – o ideal é um pouco justo. Além disso, quanto maior a potência da sua moto, mais resistente ele deve ser.

Ao mesmo tempo, vale a pena investir em jaquetas, calças, luvas e botas com reforço, uma vez que elas servem como proteção em caso de quedas. Além disso, jaquetas retrorefletivas fazem com que as pessoas te vejam mais facilmente.

A Alba conta com acessórios de ótima qualidade, então a dica é dar uma olhada nos acessórios disponíveis!