Moto falhando: cuidado, podem ser as velas

sabia que as velas da moto podem fazer com que a mesma perca potência? Confira nossas dicas!

Pneus, freios, óleo, embreagem. A lista para revisão da moto não pode parar por aí: as velas estão entre os itens mais importantes para o funcionamento correto do veículo e nem sempre são lembradas pelos pilotos.

Se você sentiu a moto falhando na hora de dar a partida, fique atento: o problema pode ser nas velas de ignição – ou “na” vela, caso seja uma motocicleta de baixa cilindrada. 

A vela conduz a corrente elétrica para dentro da câmara de combustão, transformando a voltagem elétrica na faísca responsável pela reação entre ar e combustível. Por isso, quando não está funcionando corretamente, pode prejudicar o motor.

A pequena peça está vinculada ao nível de consumo do combustível, rendimento do motor e também ao nível de poluentes que volta ao ar através do escapamento. 

Por estar diretamente associada ao motor (partida e aceleração), uma vela com defeito é capaz de deixar a moto falhando.

O estilo de pilotagem é o grande responsável pela boa ou má condição dos componentes em qualquer veículo, seja ele de quatro ou duas rodas. Mas no caso das motos, é ainda mais determinante, já que seus motores geralmente funcionam em rotações mais elevadas do que os dos carros.

Recomendação para as velas da moto

No geral, recomenda-se que as velas sejam verificadas a cada três mil quilômetros ou seis meses de uso (qual dos dois ocorrer primeiro). Já o momento certo para a troca varia de acordo com cada modelo e fabricante.

Um exame visual do componente pode dizer muito sobre seu estado e também sobre o desempenho correto de outros itens de uma moto funcionando bem ou uma moto falhando – infiltração de óleo, por exemplo.

Verifique se há corrosão nos terminais e eletrodos das velas, se estão visualmente bem conservados, se já fuligem ou óleo queimado. Esse tipo de sujeira indica problemas com a queima do combustível e/ou com a lubrificação do motor.

Perda da potência do motor e falhas durante baixa velocidade também são sinais de alerta máximo ao item.

Entre as causas de necessidade de troca mais comuns estão o desgaste natural da vela (corrosão) e o uso de combustível de qualidade duvidosa.