Moto na chuva: cuidados necessários - Alba Moto

Moto na chuva: cuidados necessários

moto na chuva

Pilotar sua moto na chuva não precisa ser um pesadelo.

Alguns cuidados básicos são suficientes para garantir a dirigibilidade.

Em piso molhado a aderência é menor.

Então já tome isso como premissa e a partir daí passe a adotar algumas atitudes preventivas necessárias para a sua segurança.

O primeiro passo é manter todos os itens de segurança da moto em dia.

Pneu careca ou com calibragem inadequada e freios desregulados, por exemplo, representam alto risco.

Não adie a substituição ou manutenção destes itens.

Algumas dicas de comportamento durante a pilotagem com chuva são fundamentais:

Cuidado especial na frenagem

Não importa a intensidade da chuva, o espaço necessário para frear sua moto será no mínimo o dobro.

Assim, a recomendação de especialistas é aumentar a distância dos outros veículos, tanto os da frente quanto os do lado, e antecipar a frenagem, alternando menos força com mais tempo para evitar travamento da roda traseira e consequente perda de estabilidade.

Reduza a velocidade

Prudência é a melhor medida preventiva. 

Somente com essa medida já é possível que o motociclista evite manobras arriscadas e desvios repentinos que, numa situação de chuva, agravam o risco de desequilíbrio e acidentes graves.

Atenção com chuva fraca

Não subestime o volume da chuva.

Logo que ela começa ou quando ainda é fraca forma-se um prato cheio para as derrapagens.

Isso acontece porque com a chuva ainda fraca a sujeira do piso se mistura à água, alterando a aderência do pneu com o asfalto.

Se o pneu não estiver em bom estado ou devidamente calibrado pode ocorrer ainda a aquaplanagem, podendo provocar a perda do controle da moto.

Fuja dos alagamentos

Não arrisque passar em regiões alagadas.

Você não conseguirá ver se há buracos ou objetos na via que podem causar o tombamento da moto.

Mude o caminho se for necessário, o importante é preservar sua vida

Atenção às curvas

O cuidado indicado para uso dos freios se aplica especialmente nas curvas. 

Nas mais fechadas, recomenda-se ainda, inclinar o corpo mais do que a linha da motocicleta.

Já nas curvas abertas, a inclinação da moto deve ser a mínima possível.

 

A importância de estar bem equipado

De nada adianta ter todos os passos anteriores em mente, mas não estar com o equipamento certo para andar de moto na chuva.

A capa de chuva é item primordial para permitir que o motociclista continue usando com segurança a sua moto mesmo sob chuva e vento.

Não é apenas pelo incômodo da chuva na cara, mas a roupa comum encharca facilmente e compromete consideravelmente os reflexos do motociclista.

Na Alba o motociclista encontra a melhor solução em capa de chuva, com garantia da melhor impermeabilização do mercado.

É importante atentar que se existir qualquer chance de vazamento, seja ele por meio das costuras ou do zíper.

A capa de chuva deixa de cumprir sua função, que é manter o motociclista seguro contra a chuva.

Por esta razão, além da impermeabilidade, é ideal que a capa de chuva seja revestida com materiais específicos.

Que protejam o motociclista em caso de queda, sendo resistente o suficiente para que não se rasgue.

Mobilidade também é fundamental

Permitir a liberdade de movimentos é componente diferencial de uma boa capa de chuva.

Por isso as capas de chuva Alba são feitas em PVC que garante a impermeabilidade da capa.

Mas também que o motociclista não perca a liberdade de movimentação dos membros na hora das manobras com a moto.

Disponível no modelo Europa, unissex, ou na versão feminina na cor rosa, as capas de chuva Alba possuem ainda aberturas vedadas para evitar pequenos vazamentos, assim como fechamento com lapela.

Os punhos e a abertura frontal possuem velcro, garantindo 100% de impermeabilidade.

No modelo Europa possui ainda capuz igualmente impermeável, bolso frontal e faixas retrorefletivas nas costas.

O que possibilita que o motociclista seja visto por outros motoristas à noite.