Qual foi a viagem mais longa de moto do mundo?

viagem mais longa de moto

Você curte andar de moto? Já viajou em cima de duas rodas? Imagina passar 10 anos em cima da moto viajando! 

 

Hoje você vai conhecer Emílio Scotto, o argentino dono do recorde de viagem mais longa de moto do mundo!

 

Viajar de moto é diferente

 

Viajar de moto não é como viajar de carro. O carro, além de também te levar para onde quiser, há mais espaço, dá para levar mais coisas (roupas, comida, água, utensílios, ferramentas). 

A moto é apenas um veículo. Te leva a qualquer destino, mas você só pode levar o básico. Não cabe nada.

A moto, ao contrário do carro, não serve de abrigo numa situação de emergência. Não dá para dormir na moto.

Por tudo isso, uma longa viagem em cima de duas rodas é algo que surpreende, certamente uma aventura, aguça nossa curiosidade.

 

O aventureiro

Emilio Scotto é um fotojornalista argentino, que ficou conhecido por sua viagem de moto que durou 10 anos. Depois da viagem, decidiu escrever sua aventura, que resultou em dois livros: America del Sur Ruta Azul 1 e De la Tierra a la Luna en Motocicleta 2, ainda sem tradução em português.

 

A motocicleta

Scotto percorreu 735 mil quilômetros em cima de uma Honda Gold Wing GL 1100.

A linha Gold Wing, há décadas, sempre traz o máximo de tecnologia e conforto em duas rodas da empresa japonesa.

Com 80 cv de potência máxima e exatos 999 cc, a Gold Wing é capaz de acelerar de 0 a 160 km/h em cerca de 13 segundos e alcançar mais de 190 km/h de velocidade final. 

Mais importante, pode manter médias de velocidade elevadas em viagem sem sacrificar o conforto de piloto e passageiro, mesmo carregando bagagem.

Emilio Scotto conta que a Gold Wing foi sua primeira moto. “Uma moto preta, com carenagem, rádio, antena e alforjes nas laterais. Perto dela, uma placa dizia: ‘Sobre duas rodas, o mundo é seu’ e aquilo virou meu lema. Eu sabia que aquela moto era a moto certa”.

(sugiro colocar uma foto de Scotto na moto)

 

A aventura

Em 1985, Emilio Scotto fez aquilo que muitos já sonharam em fazer: largou tudo e saiu pelo mundo. 

 

Em entrevista ao periódico equatoriano El Comercio, Emílio conta que, aos 29 anos, pediu demissão e partiu sem roteiro, sem dinheiro e sem data para voltar. Levou apenas suas roupas, sua moto e o equivalente a US $300 no bolso. “Não foi uma decisão difícil porque não deixei nada para trás pensando em voltar, deixei para sempre. Decidi deixar o caminho que estava trilhando na vida, dar um salto no ar e cair em outro caminho, desconhecido, que não sabia onde iria me levar. Mas sabia que nunca mais seria a mesma pessoa.”

 

Foram 10 anos, 735 mil quilômetros, 214 países, incontáveis aventuras e situações inusitadas. Foi assaltado no Brasil, quase morreu de malária na África, quase foi capturado por piratas, casou-se na Ásia.

 

Contou com o auxílio da população para conseguir alimento e abrigo de 1985 a 1992, quando já estava chamando muita atenção da mídia, e empresas como Pepsi, Agip e a fabricante de pneus Metzeler passaram a patrocinar sua volta ao mundo.

 

Em 1995, entrou novamente em solo argentino 735.000 km percorridos de moto sem voltar ao país de origem – era esta a definição oficial do recorde para a Guinness World Records. Duas voltas ao mundo, ou quase uma viagem de ida e volta para a Lua. A marca ainda não foi superada.

 

A aventura de Emilio Scotto é um dos exemplos mais contundentes de força, tenacidade e vontade na busca de um objetivo que parecia impossível.

 

Conheça a Alba Moto!

 

Curtiu o texto? Não deixe de ler nossos outros artigos.

 

A Alba Moto é referência em capas de chuva e roupas para motociclistas há mais de 45 anos. Comercializa seus produtos no Brasil e na Europa e é referência entre quem ama andar sobre duas rodas!

Nosso blog é super completo, com conteúdos sobre marca de queda em moto usada e outros assuntos relacionados ao universo do motociclismo.

Navegue pelo site, para acessar todos os conteúdos do blog gratuitamente e aproveite para conhecer nosso catálogo de acessórios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *