Vale a pena fazer seguro pra moto?

Em 2021, houve um aumento de 31% no número de roubos e furtos de motocicletas em relação ao ano anterior em São Paulo. Esse número também não para de crescer em todo o Brasil. 

Por isso, os motociclistas precisam tomar todas as precauções possíveis — principalmente os que utilizam o transporte para trabalhar e dependem dele para ter uma renda extra. Mas será que vale a pena fazer seguro de moto?

Confira!

O que é seguro de moto?

O seguro de moto funciona da mesma forma que o seguro de carro. É um contrato com uma seguradora, que se responsabiliza por assegurar a proteção da moto, cobrindo danos, furto, roubo e outros possíveis inconvenientes que decorrem de incidentes e acidentes. A abrangência e cobertura dependem do serviço contratado.

Vantagens de se fazer um seguro

Quem faz parte do trânsito sabe que está sujeito à sorte. Nem sempre é possível evitar um acidente ou mesmo a necessidade de um reboque, então contar com esse tipo de suporte pode fazer toda a diferença no dia a dia. 

Diminuir prejuízos

No caso de colisão ou roubo, a despesa com sinistro é bem menor que pagar tudo do seu bolso.

Além disso, pequenos consertos e até troca de pneus podem ser gratuitos dependendo da cobertura contratada.

Garantir a reposição do veículo

Provavelmente esse é o motivo que mais motiva as pessoas a contratar um seguro de moto: a garantia de que vão recuperar o bem, ainda que não seja exatamente o que perderam. 

Por que apenas 3% dos donos de motos têm seguro no Brasil?

A principal razão para que tão poucos motociclistas tenham seguro é o preço.

Comparado aos carros, o risco de roubos e de acidentes com motos é muito maior, o que encarece o seguro.

Como não é toda seguradora que faz seguro de moto, a concorrência é menor, o que também faz com que os preços sejam mais altos.

Não importa se você tem uma moto cara ou barata. De acordo com as seguradoras, as de baixa cilindrada são estatisticamente usadas por um perfil de motorista agressivo, que tende a pilotar de forma imprudente e, por isso, está mais suscetível a acidentes. Claro, há exceções. Mas as empresas analisam números e estudam probabilidades. As de alta cilindrada, apesar de terem um valor de seguro proporcionalmente mais baixo, também custam mais, pois a manutenção é cara e elas são mais visadas.

Afinal, vale ou não vale a pena fazer o seguro?

Se pensarmos no custo de um veículo novo, segundo especialistas em economia, sempre vale a pena. Eles defendem que quanto mais uso você faz da moto, mais vantajoso é ter um seguro. Quanto mais exposto você tiver (frequência de uso, local de trabalho, modelo de moto etc.), mais vale a pena fazer o seguro.

 

Para deixar o seguro mais barato, a dica é procurar por uma seguradora que venda tipos diferentes de pacotes, com coberturas reduzidas, e contratar só o que é relevante. Deixe de lado alguns luxos, como coberturas para roupa e capacete e serviço de guincho.

Pesquise bastante, cote com empresas diferentes, nunca feche com o primeiro.

Quais outros modos de proteger sua moto?

Quem não pode arcar com o seguro precisa se virar de outras formas. Para isso, você pode adotar alguns cuidados específicos, como colocar um rastreador no veículo e usar um cadeado.

Evite dirigir à noite ou limite o horário de uso da motocicleta nesse turno, considerando que é no período noturno que ocorre o maior número de roubos.

 

Curtiu as dicas? Não deixe de ler os outros artigos em nosso blog.

 

Conheça os produtos Alba

A Alba Moto é referência em capas de chuva e roupas para motociclistas há mais de 45 anos. Comercializa seus produtos no Brasil e na Europa e é referência entre quem ama andar sobre duas rodas!

Temos capas de chuva, jaquetas, calças, botas, luvas e muito mais!

Navegue pelo site para conhecer nosso catálogo de acessórios.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *